sexta-feira, 16 de outubro de 2015

A tranquilidade aparente de Eduardo Cunha




Ninguém pode viver tranquilo sob a espada de Dâmocles. Como viver tranquilo se contra si pesam denuncias feitas pelo Procurador Geral da República (PGR) ao STF, quebra de decoro parlamentar e uma enxurrada de acusações feitas por delatores da Operação Lava jato?

Na denúncia contra Eduardo Cunha, a Procuradoria também pede que sejam devolvidos US$ 80 milhões como restituição de valores supostamente desviados e mais US$ 40 milhões por reparação de danos. A PGR estima essa quantia em R$ 277,36 milhões, pela cotação atual.

Só aparenta tranquilidade num momento como este, alguém que  vive à base de tranquilizantes e não é qualquer tranquilizante.

A aparente tranquilidade do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é falsa.  

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário