segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Dilma Rousseff precisa surpreender o país

Surpreender o país significar desmascarar o PMDB, a oposição e criar uma agenda positiva.

A presidenta Dilma Rousseff está sendo acuada por uma oposição que tem mais vícios do que virtudes e um PMDB que só é governo na hora de obter cargos.

Sem esboçar uma reação que lhe permita fugir das cordas, como se diz na luta de boxe, quando um lutador encontra-se encurralado e sem poder reagir, Sua Excelência, a presidenta se fragiliza cada vez mais e os seus adversários ganham musculatura.

Dilma Rousseff para fugir do isolamento e do cerco que a oposição vem lhe fazendo, precisa radicalizar nas suas posições e desmoralizar a cúpula do PMDB que passa o tempo todo tramando contra o seu governo.

O PMDB é o partido dos mestres da malícia, da esperteza, da desfaçatez e da sem cerimônia. Qualquer brasileiro minimamente informado sabe que os peemedebistas são ardilosos e que desde o governo Sarney que esse partido está no poder e influindo nas grandes decisões nacionais e em proveito próprio, sobretudo.

Não dá mais para contemporizar com os peemedebistas, porque o jogo do vice-presidente da república e dos seus companheiros de partido visa desgastar e fragilizar o governo para que seja criado um ambiente propício ao afastamento da presidenta.  

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário