quarta-feira, 7 de outubro de 2015

O amadorismo de Dilma Rousseff é palmar



Só a presidenta Dilma Rousseff e a sua entourage ainda não percebem que o vice-presidente da república Michel Temer opera nos bastidores do Congresso Nacional, para enfraquecer o seu governo e levá-la a renuncia ou ao impeachment.

O reduzido número de parlamentares do PMDB e da base aliada na sessão de ontem (06/10), quando seriam votados os vetos da presidenta é o sinal mais evidente de que a cúpula do PMDB faz jogo duplo e trama contra Sua Excelência à presidenta Dilma Rousseff. Isso só não consegue enxergar os ingênuos e puros de coração.

A formação de um bloco independente, formado por partidos que orbitavam o PMDB parece obedecer a um propósito: que propósito será esse? Enfraquecer o líder do PMDB na Câmara Federal Leonardo Picciani, um ex-seguidor do presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha. 

Caso Dilma Rousseff renuncie ou sofra um impeachment, o governo federal cai fatalmente no colo de Michel Temer sem nenhum esforço e o Partido dos Trabalhadores (PT) ainda o terá em boa conta. O PT que já trabalha com a possibilidade de vir a participar de um eventual governo do PMDB ou do PSDB.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino   
Postar um comentário