sábado, 17 de outubro de 2015

O apoio a Eduardo Cunha está derretendo



A divulgação de documentos que confirmam a existência das contas que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) dizia não ter na Suíça deve produzir um derretimento do apoio que o presidente da Câmara imaginava possuir no Conselho de Ética da Câmara. Num colegiado de 21 membros, os aliados de Cunha estimavam que ele poderia conquistar entre 11 e 14 votos. Hoje, calcula-se que obteria entre cinco e oito votos.

Um deputado que convive com o presidente da Câmara explicou: “Até aqui, diziam que as contas existiam, mas muita gente dava ao Eduardo o benefício da dúvida. Agora, surgiram os documentos. E os deputados ficam em dúvida sobre dar algum benefício a ele. A votação é aberta. Não é fácil ignorar as evidências.”

Cunha foi levado ao Conselho de Ética de dois partidos: PSOL e Rede. Acusam-no de ter quebrado o decoro parlamentar ao mentir na CPI da Petrobras. Em “depoimento espontâneo”, Cunha havia declarado que não tinha contas na Suíça. Mesmo nas conversas reservadas, o deputado dizia aos amigos que não apareceria nenhuma conta dele no exterior. Isso leva vários dos seus aliados a se desobrigarem de apoiá-lo em qualquer circunstância. Fonte: Blog do Josias

O apoio constrangido de Paulinho da Força

O réu, deputado federal Paulinho da Força (SD-SP) disse em apoio ao presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha que o apoia incondicionalmente. Um dos principais aliados de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado federal Paulinho da Força (SDD-SP) disse, em entrevista à "Folha de S. Paulo", que está com o presidente da Câmara dos Deputados "para o que der e vier" e que as novas descobertas "não mudam em nada" sua posição pessoal de apoio ao peemedebista. Paulinho da Força investe no apoio a Cunha, um apoio que ele espera ver retribuído, caso Eduardo Cunha sobreviva a uma enxurrada de denuncias e o defenda da acusação de desvios de recursos do BNDES.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário