sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O PT e LULA não temem o julgamento da história


O PT e LULA a cada dia mais próximo da lata de lixo da história.

“O fim justifica os meios ou os fins justificam os meios”. (Maquiavel). Essa frase representa a essência do maquiavelismo e quer significar que os governantes e outros poderes devem estar acima da ética e da moral dominante para alcançar seus objetivos ou realizar seu projeto de poder.

Ninguém ainda ouviu da própria voz do ex-presidente da república Lula - um pedido seu aos seus companheiros parlamentares para que protejam o presidente da Câmara Federal, o parlamentar fluminense Eduardo Cunha. Mas toda a imprensa vive repercutindo as ações de Lula a favor de Cunha, para que este proteja a presidenta Dilma Rousseff e a livre do impeachment. Segundo a imprensa, Lula trabalha uma troca de favores ou de proteção mutua.

Defender um político ‘enrolado’ como Eduardo Cunha é levar o maquiavelismo às últimas consequências e não temer o julgamento da história. O PT e Lula ou vice-versa desceram ao mais baixo degrau da fama. A esse respeito: o ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro disse o seguinte: “Fazer este acordo é colocar, pela primeira vez, dentro da crise, a disputa política num outro nível: ou seja, a disputa entre duas ilegitimidades, que ficarão então registradas, tanto do governo como da oposição.”.

Não adianta estar No mais alto degrau da fama Com a moral toda enterrada na lama”

A que ponto chegamos!

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário