domingo, 28 de fevereiro de 2016

O descolamento de Dilma do PT é bom para o país

Em visita ao Chile, a presidenta Dilma Rousseff disse numa entrevista, que é a presidenta de 204 milhões de brasileiros e não a presidenta do Partido dos Trabalhadores (PT). Uma resposta aos petistas, que de público estavam cobrando o seu comparecimento ao evento de comemoração dos 36 anos de existência do partido liderado por Lula.

Se essa manifestação pública da presidenta avançar na direção da sua desfiliação do PT, ganhará ela, porque se livrará da corrente de chumbo que anda carregando. Ganhará Lula, porque poderá fazer oposição aberta ao governo e também o Partido dos Trabalhadores, porque se sentirá livre do compromisso de dá sustentação ao governo Dilma.

Alguns parlamentares, como o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), na tentativa de querer salvar o seu futuro político, já se manifestam abertamente contra a política econômica do governo, como quem diz: o PT e Dilma Rousseff se continuarem juntos, acabarão num abraço de afogados.

Se Dilma Rousseff romper com o PT, a sua chance de sobreviver ao naufrágio aumenta, porque o povo brasileiro conseguirá separar o joio do trigo. Por Joio e Trigo, entenda-se os petistas do mal, separados dos petistas do bem. Os petistas do bem, para infelicidade do Partido dos Trabalhadores, representam uma minoria. 
Postar um comentário