sábado, 5 de março de 2016

Dilma caminha para o cadafalso para não ser traidora




É inegável que a presidenta Dilma Rousseff ao demonstrar solidariedade para com ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, o faz como quem pratica um gesto de gratidão para quem lhe deu um mandato de presidenta da república.

O país inteiro sabe que a presidenta Dilma Rousseff é uma invenção de Lula. Alguém que Lula escolheu para ser sua sucessora em detrimento de petistas orgânicos que foram preteridos por esse ex-presidente, para que a sua liderança não fosse ofuscada. Como realmente vinha acontecendo, até momentos antes do escândalo monumental da Petrobras ter vindo à tona.

Se a presidenta Dilma Rousseff não teme nada, não tem do que se preocupar com essa Operação Lava Jato, ela deve se preocupar mais com o país que governa do que em manifestar publicamente o seu apoio a quem lhe concedeu um mimo ou um presente de grego, no caso, o seu inventor, Lula da Silva. Se Lula não deve nada, ele não o que temer. E isso quem vai dizer é a justiça

Esse apoio moral da presidenta Dilma Rousseff ao ex-presidente Lula,  coloca o Poder Judiciário, o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) numa situação delicada ao mesmo tempo que coloca o seu governo sob suspeição.   

Presidenta Dilma: cometa um gesto de patriotismo, fazendo um apelo à nação, para que se una em torno de um projeto de salvação nacional - para vencer as crises que estão paralisando o país. Um projeto que permita ao governo fazer as reformas política, fiscal, previdenciária e política. Sem as quais não haverá salvação possível. Não necessariamente nesta ordem.

A presidenta Dilma Rousseff não pode perder de vista que o país é muito mais importante do que Lula e o PT. Pense nisso, presidenta!

por  Orozimbo Nonato Weber
Postar um comentário