terça-feira, 15 de março de 2016

O povo brasileiro quer romper com o atraso



A manifestação que pediu o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, a prisão do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e dedicou integral apoio ao juiz Sérgio Moro, aos procuradores da república e a Polícia Federal (PF), foi a mesma que hostilizou políticos da oposição que resolveram pegar carona nas manifestações.

A hostilização ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) e ao governador Geraldo Alckmin na manifestação em São Paulo é o sinal mais evidente de que o povo brasileiro não acredita, não confia e deseja expurgar da cena política nacional, políticos carreiristas, oportunistas e demagogos como Aécio, Serra, Alckmin, Marta Suplicy, Michel Temer e companhia. 

Assim como o povo brasileiro cansou do Partido dos Trabalhadores (PT), também cansou da oposição que em nada difere do partido que está no poder. A única diferença que existe entre situação e oposição é a condição.

Os manifestantes não querem Dilma, não querem Aécio, mas também não querem Michel Temer e a sua turma. Pensando bem, o principal responsável pela grave situação que o Brasil atravessa é o PMDB, um partido que tem as mesmas características de um gigolô. Um alguém se aproveita de outro por determinado tempo e julgá-lo inservível, dele se afasta e vai explorar outra pessoa incauta.

por Joachim Arouche
Postar um comentário