terça-feira, 15 de março de 2016

“Viva o povo brasileiro!”



Esse movimento cada vez mais forte que toma conta das praças, ruas e avenidas do ‘Brasil esclarecido’, caminha para promover uma mudança tão radical neste país, como foi a eleição de um ex-operário à presidência da república e a chegada de um partido eminentemente popular ao poder central do país.

As manifestações populares que vem ocorrendo nas capitais e nas cidades mais importantes de cada estado, não acontecem por acaso: ocorre que tanto este país de ser sequestrado e assaltado por políticos bandidos, o povo resolveu reagir de modo a conter a dilapidação dos bens públicos e a barrar a safadeza generalizada na administração pública.

O julgamento do Mensalão e a Operação Lava Jato, comandada pelo juiz federal Sérgio Moro, uma equipe de procuradores da república e a ação firme da Polícia Federal (PF) despertaram no povo brasileiro um sentimento cívico e uma vontade muito forte de mudar as regras do jogo neste país e dá um basta na ‘política de arrumação’ (arrumação no sentido de favorecer a si mesmo e aos seus) que transforma num curto espaço de tempo pessoas pobres em milionários e milionários em bilionários. É que a política se converteu nas últimas duas décadas num grande e rentável negócio.
O cinismo virou a principal característica da política nacional. É que os nossos políticos dizem coisas que soam para a população brasileira, como desrespeito, como provocação e insulto ao povo que os elegeu. Agora mesmo, neste momento em que a Operação Lava Jato desnuda uma parte significativa dos nossos representantes nos poderes Executivo e Legislativo - o que se vê, é um verdadeiro festival de cinismo e falta de pudor. É que os nossos representantes mentem com a maior sem cerimônia, desfaçatez ou coisas do gênero. É óbvio que ainda existe nestepaís parlamentares sérios, mas esses são uma exceção.


por Joachim Arouche
 
Postar um comentário