quinta-feira, 19 de maio de 2016

O PT foi abatido e está temporariamente fora de combate



O PT foi abatido e está temporariamente fora de combate. Isso quer dizer que o PT não tem a menor chance de conquistar um número expressivo de prefeituras em 2016 e de apresentar candidato à sucessão presidencial em 2018.

Até o petista mais otimista, tem plena certeza de que o seu partido está fora de combate temporariamente e que só uma refundação do Partido dos Trabalhadores (PT) poderá fazer o PT ressurgir e participar do processo político, como ora acontece com o PSDB o DEM.

O que praticamente acabou com o PT, foi o fato desse partido que foi criado e chegou ao poder pelas mãos dos movimentos sociais, ter abandonado princípios e ideais que se apoiavam na moral e na ética. Hoje o PT é um partido desvirtuado, desmoralizado e malsinado.

O partido ainda liderado por Lula, caiu em desgraça e para voltar a merecer a confiança do povo brasileiro vai ter que passar por um longo processo de depuração que lhe permita livrar-se das impurezas, das contaminações e das más companhias adquiridas no longo tempo que esteve no poder.

O ex-presidente Lula e a presidenta afastada Dilma Rousseff, pelo desgaste que vem sofrendo com a Operação Lava Jato e o doloroso processo de impedimento da presidenta, não reúnem condições para comandar um processo de recuperação e revitalização do PT. Um partido que sofreu um profundo desgaste na sua imagem, nesses quase 16 anos de sucessivos governos petistas.

Quem saiu fortalecido desse embate entre PT e PMDB que culminou com o afastamento de Dilma Rousseff do cargo de presidente da república, foi o ex-ministro da Justiça e ex-Advogado Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo que com invulgar e brilhante desempenho defendeu o quarto mandato do PT e só não saiu vitorioso desse processo de impedimento, porque esse julgamento do impeachment obedeceu a um critério exclusivamente e essencialmente político. José Eduardo Cardozo reúne condições para comandar um partido que ainda conta com um grande apoio de base social.
Postar um comentário