quarta-feira, 25 de maio de 2016

Quem manda hoje no PT é uma elite


Lula torneiro mecânico


Lula de terno e gravata. Qual o verdadeiro?

O Partido dos Trabalhadores (PT) que começou nas assembleias dos trabalhadores metalúrgicos no A,B,C e D, nos sindicatos dos trabalhadores rurais, na Ação Católica Operária (ACO) e nas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) ao chegar ao poder central da república elitizou-se ao ponto de ser confundido com os partidos tradicionais, como PMDB, PSDB, DEM e um montão de partidos satélites ou siglas de aluguel.

Pois foi essa mudança radical de estratificação social que levou a presidenta Dilma Rousseff e o PT a sofrerem o impeachment. É que o PT aburguesou-se e passou a defender as causas do deus mercado e de uma elite retrógrada. Hoje em dia, quem comanda o PT aqui e alhures é a nova elite brasileira, aqueles que mudaram de nível social ao se tornarem poder.

O tarefeiro petista, no presente momento não tem voz e nem vez, quando muito serve como claque (pessoas que são usadas para bater palmas e a aplaudir os candidatos nos comícios e reuniões) ou como organizadores de comícios.

Os petistas no passado comiam quentinha nos sindicatos, hoje frequentam hotéis de luxo (cinco estrelas) e trocaram a feijoada por escargot e caviar albino, considerado o mais caro em todo o mundo.   

O PT mudou de lado e se deu muito mal, muito mal.
Postar um comentário