sexta-feira, 15 de julho de 2016

O PSDB corre dois sérios riscos

O PSDB vai ser usado pelo PMDB até a undécima hora. Quem viver verá!

O primeiro risco que corre o PSDB no seu projeto de voltar ao poder em 2018 é o PMDB tomar gosto pelo poder e resolver disputar a sua sucessão presidencial. O segundo risco é o ônus por apoiar incondicionalmente o PMDB e o governo Temer fracassar. A hipótese mais provável, haja vista, a desaceleração da economia chinesa, o que impacta fortemente a nossa economia.

Os tucanos se tivessem expertise política, deveriam deixar o governo peemedebista enquanto há tempo e passar a fazer uma oposição responsável, votando projetos de interesse do país e negando apoio ao governo quando o projeto em votação contraria os interesses da maioria do povo. 

No presente momento, como o governo Temer necessita de apoio, os peemedebistas fazem qualquer negócio para não perder o apoio do PSDB, DEM e PPS, a antiga oposição. Mas, quando 2018 chegar, o PMDB encontrará um bom motivo para romper com os compromissos assumidos com os seus aliados.
Postar um comentário