sexta-feira, 15 de julho de 2016

Quem quer o combate à corrupção é o povo


Eduardo Cunha e Renan Calheiros: juntos e misturados

“O Executivo e o Congresso não contribuíram para o combate à corrupção”, diz Moro

O juiz federal Sérgio Moro em recente palestra nos EUA, verbalizou aquilo que o povo brasileiro supõe, ou seja, o desinteresse e a omissão do Poder Executivo e do Congresso Nacional em combater efetivamente a corrupção.

Nessa sua palestra no estrangeiro, esse juiz que vem combatendo sem trégua corruptos e corruptores, foi mais além nas suas críticas a esses dois entes federativos, ao afirmar que o apoio do governo federal e dos congressistas à Operação Lava-Jato só tem sido verbal.

Elementar meu caro Watson! Ocorre que tanto o Poder Executivo, como o Poder Legislativo tem alguns dos seus membros sendo investigados pela Operação Lava-Jato, sendo denunciados pelo MPF e processados pela justiça.

Em menos de dois meses de governo do PMDB, três ministros já pediram demissão para evitar o constrangimento de serem demitidos por suposto envolvimento com corrupção. O deputado afastado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha pediu demissão da presidência dessa casa e tudo indica que será cassado no plenário por quebra de decoro parlamentar e, o presidente do senado, Renan Calheiros, já acumula mais de uma dezena de inquéritos no STF. Isso talvez explique o desinteresse e omissão desses dois poderes em combater efetivamente corruptos e corruptores.
Postar um comentário