quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O PSDB desconfia das "boas intenções" de Temer

Os cardeais tucanos, embora não comentem publicamente, mas, internamente já fazem uma autocritica sobre o apoio do PSDB ao projeto político do PMDB que é defenestrar o Partido dos Trabalhadores (PT) do poder e assumi-lo em definitivo e, o futuro a Deus pertence. O erro estratégico do partido liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), foi renunciar a sua condição de principal partido de oposição para emprestar apoio a um partido pouco ou nada confiável.

O que o PSDB poderá fazer para recuperar o seu protagonismo político como partido de oposição? Enquanto ainda há tempo, o PSDB deveria impedir o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e apostar na agonia e no desgaste do resto governo do Dilma. O álibi que o PSDB precisava para justificar o seu desembarque da aventura peemedebista, o governo Temer deu aos tucanos, que é o recuo do governo na aprovação do reajuste salarial dos servidores públicos. 

A discussão sobre o aumento de salário para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) provocou nova divergência entre senadores do PSDB e do PMDB na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.  Os tucanos são contra a elevação de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil dos subsídios devido ao grave momento econômico que o País enfrenta. Os tucanos são contra a elevação de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil dos subsídios devido ao grave momento econômico que o País enfrenta.

O PSDB anda com um pé atrás com o PMDB.
Postar um comentário