sábado, 6 de agosto de 2016

Presidente interino é vaiado no Maracanã



O presidente interino, Michel Temer, foi vaiado por boa parte dos torcedores nas arquibancadas do Maracanã na noite de ontem (5/8) ao declarar abertos os Jogos Olímpicos do Rio.

A vaia que Michel recebeu na abertura dos jogos olímpicos da cidade do Rio de Janeiro, foi humilhante e ele deve ter ficado constrangido na presença de autoridades estrangeiras. Ele deveria ter evitado esse vexame se não tivesse comparecido a esse evento. Qualquer motivo usado para justificar sua ausência seria menos danoso a imagem do país. Uma dor de barriga, por exemplo que acontece de repente. 

O impeachment já é um fato consumado, porque o critério usado para julgar e condenar a presidenta Dilma Rousseff é essencialmente político. Um julgamento feito políticos que que na sua expressiva maioria trau a presidenta afastada, ao planejar e executar um golpe que vai apeá-lo do poder em definitivo, antes do final deste mês.

O poder usurpado pelo PMDB e seus aliados é que constrange o político Michel Temer, o vice-presidente da república eleito na chapa encabeçada pela presidenta Dilma Rousseff e que sem nenhum pudor tramou contra um governo que abrigava até momentos antes do anuncio do rompimento da aliança PT-PMDB, sete ministros, mais de três mil cargos no segundo e terceiro escalões e o próprio vice-presidente que sempre teve uma função no governo Dilma.

O PMDB via ficar marcado para sempre como um partido comando por políticos sem escrúpulos. Os palacianos tentaram calar o povo, mas não conseguiram.  
Postar um comentário