quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Um elefante branco no meio da caatinga




Isso é o que se pode chamar de projeto megalomaníaco. O nome estampado na maquete sugere um projeto grandioso

O monumental aeroporto da Serra da Capivara, localizado no município de São Raimundo Nonato, na região Sudeste do estado do Piauí é uma obra faraónica e representa um grande desperdício de dinheiro público, porque no curto, médio e longo prazo, nenhuma empresa aérea conseguirá se manter operando entre os municípios de Teresina e São Raimundo Nonato, sem subsídios do governo estadual. Até aqui, essa empresa só tem transportado para este município, empresários e políticos. Turista que é bom, necas de pitibiriba.

Os turistas estrangeiros e nacionais continuam usando o transporte rodoviário para chegar a esse município, porque embora à porta de entrada do Parque Nacional da Serra da Capivara seja a cidade de Teresina, distante quase 600 quilômetros desse importante parque, o transporte rodoviário continua sendo o preferido pelo turista que não pode perder tempo, pois ocorre que nem todos os dias tem voos para São Raimundo Nonato.

O projeto arquitetônico do aeroporto da Serra da Capivara é belíssimo e grandioso. Isso é inegável. Mas, reside na grandiosidade desse sítio portuário, o principal entrave para sua operacionalidade, devido ao seu elevado custo de manutenção.

O estado do Piauí não pode passar a vida inteira subsidiando essa empresa aérea e pagando salários para manter funcionários num aeroporto que quando muito, recebe uma aeronave por semana. A operação desse aeroporto é praticamente inviável.
Postar um comentário