segunda-feira, 7 de novembro de 2016

A Lava Jato impedirá muita gente de disputar cargos eletivos




O ministro das Relações Exteriores do governo Michel Temer, José Serra, segundo o blogueiro e jornalista Lauro Jardim do jornal O Globo, pretende disputar o governo do estado de São Paulo em 2018. Uma pretensão legitima de todo cidadão brasileiro, mas resta saber se a Operação Lava Jato não vai lhe criar nenhum tipo de embaraço. O que tudo indica, uma vez que o nome desse ministro aparece na delação da Odebrecht.   

Assim como o ministro José Serra, muitos parlamentares dispostos a disputar governos estaduais e pretendentes a ocupar uma vaga nas mesas diretoras da Câmara Federal e do Senado, não poderão fazê-lo, por serem réus na Operação Lava Jato.  

Muitos políticos até mesmo sem terem sido julgados, serão alijados dos processos, porque estarão na iminência de sê-lo e ao serem julgados e condenados perderão o mandato e a vaga na mesa diretora. Esse parece ser o caso dos senadores Romero Jucá e Renan Calheiros se usarem se candidatar.

Os políticos com pendências judiciais que pleitearem um mandato no Poder Executivo e no Legislativo em 2018, não serão poupados pelos seus adversários. Quem viver verá!
Postar um comentário