domingo, 6 de novembro de 2016

Monumento ao desperdício em pleno semiárido


O jornalista e ancora do programa Painel da Globonews, William Waack opinou sobre o aeroporto Serra da Capivara: “Por enquanto só voa lá urubu”. William Waack chega a elogiar a pista, que tem cerca de 1600 metros, mas sem uso.  

Alguém precisa ser responsabilizado pelo monumental prejuízo dado aos cofres públicos pela construção de um sítio portuário no município de São Raimundo Nonato no estado do Piauí. O responsável pelo estudo de viabilidade econômica do projeto do aeroporto Parque da Serra da Capivara, deve ser o primeiro a ser ouvido numa Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada pela Assembleia Legislativa.  

Esse aeroporto construído em pleno semiárido nordestino, atende uma demanda insignificante de passageiros, o que torna inviável a sua operacionalidade. O aeroporto Serra da Capivara que foi inaugurado com muita Pompa e Circunstância, até aqui só beneficiou as construtoras e aos políticos, porque a população do território da Serra da Capivara ainda não foi e nunca será beneficiada por um aeroporto que está fadado ao abandono.

Eu andei visitando pousadas e hotéis da sede do município de São Raimundo Nonato e ninguém soube me informar sobre um hospede sequer, que tenha chegado a este município por via aérea. O que significa dizer que esse aeroporto só tem servido para receber voos oficiais, transportando autoridades e funcionários dos governos estadual e federal.

Turista mesmo, só o governador do estado do Maranhão, Flavio Dino, que ao participar de um encontro de governadores da região Nordeste em Teresina, aproveitou para esticar a sua estada no Piauí, vindo até este município.

Esse aeroporto de linhas arrojados que os piauienses ufanistas consideram um aeroporto internacional, não chega a tanto, mas, é um aeroporto muito grande e bonito, só que desnecessário.

O número de passageiros semanais de Teresina com destino a esse aeroporto se muito, lota um avião Teco-Teco. 

Esse aeroporto é que se pode classificar como uma obra faraônica e um monumento ao desperdício e a irresponsabilidade para com o dinheiro e o bem público.

Quem visitar esse aeroporto monumental, há de concordar com o jornalista William Waack.
Maquete

Dia da inauguração
Postar um comentário