terça-feira, 8 de novembro de 2016

Wellington Dias busca uma tábua de salvação


A situação do governador Wellington Dias, beira ao desespero, ao tentar atrair de qualquer maneira partidos que estão na base de sustentação do governo Temer, para que ele mantenha um canal de comunicação com um governo central de oposição.

Partidos como o PP que votou e tramou contra o governo da ex-presidenta Dilma Rousseff é um dos mais assediados pelo governador do estado do Piauí, para participar do seu governo. Uma jogada política que a priori é vista como uma traição ao PT, mas, que o pragmatismo político explica e justifica.  

Sem uma cabeça de ponte no governo Temer, que permita ao governador Wellington Dias dialogar com o Palácio do Planalto, a situação do estado do Piauí que já é deveras difícil, tornar-se-á mais difícil ainda. Isso talvez explique os movimentos desse governador petista no sentido de buscar um meio de aproximação com um governo que pretende passar como “um trator” sobre o PT e a sua história.

Se Wellington Dias vai conseguir se aproximar do governo do PMDB, atraindo para o seu governo o PP e PMDB, isso só o futuro dirá. Mas, isso é pouco provável, porque ministros como Geddel Vieira Lima e Eliseu Padilha não estão dispostos a facilitar a vida de petistas, a não ser que Wellington Dias deixe o PT. Será possível?    
Postar um comentário