sábado, 24 de dezembro de 2016

A situação do governo Temer parece insustentável



Com o julgamento da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tudo indica que deverá ser cassada e o perigo do fim prematuro do governo do PMDB é real.

Com baixos índices de popularidade, com o desemprego em alta, os juros escorchantes, crises de toda ordem (moral, ética, política e institucional), tudo parece conspirar contra um governo que embora legítimo, porque a Constituição Federal, assegura a pose do vice-presidente da república com a vacância do cargo, é visto com desconfiança pelo povo brasileiro porque é formado por políticos viciados em poder e muitos deles com processos correndo na justiça.

“Vencer a batalha do impeachment ainda não garantiu a Michel Temer (PMDB) permanecer na Presidência da República até dezembro de 2018. Nos últimos dias, vem crescendo dentro do governo o temor de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) possa cassar a chapa que elegeu Dilma Rousseff (PT) presidente e Temer vice em 2014”.

As crises são tão sérias que até o comandante-geral do Exército se manifestou contra o anseio de uma parte da população brasileira que vem pedindo a volta dos militares ao poder, na semana passada voltou a se manifestar só que, dessa vez, para demonstrar sua preocupação com as crises política, moral e ética que ameaçam o futuro da democracia no país.  

A propósito, só um Pacto Social formado por todas as forças vivas da nação é possível salvar este país de uma tragédia iminente. (DS)



Postar um comentário