quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

O senador Renan Calheiros usa ventríloquos



O presidente do Senado, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), para não se expor em demasia passou a usar a figura do ventríloquo, no caso, os senadores Roberto Requião e Jader Barbalho, ambos do seu partido.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR), o relator da Lei de Abuso de Autoridade discursa em defesa da aprovação dessa Lei, como se ele fosse o mais interessado, quando na realidade o mais interessado é o senador Renan Calheiros que deseja punir os membros do Poder Judiciário e do Ministério Público (MPF), que esse senador alagoano considera os seus piores inimigos.

Já o senador Jader Barbalho (PMDB-PA) faz um discurso em defesa do Poder Legislativo, mas no fundo ele defende mesmo é o presidente do Senado. A propósito, na noite de ontem, esse senador paraense denunciou da tribuna do Senado um suposto movimento golpista que trama e conspira pela queda do presidente Michel Temer, e apontou o PSDB como o partido que lidera esse movimento e sugeriu nesse seu discurso - que os tucanos trabalham no sentido colocar no lugar hoje ocupado por Temer, o ex-presidente FHC.

O PMDB ao desconfiar do PSDB cria um complicador a mais para o presidente Michel Temer, porque assim como o PT fazia de tudo para manter o PMDB na sua base aliada, o presidente Temer é capaz de ceder os anéis e os dedos para manter os tucanos na sua base de apoio. Em tempo: se o PSDB romper com o PSDB, o governo Temer não permanecerá de pé por muito tempo.

Em Brasília ninguém mais faz segredo sobre a fragilidade do governo Temer e sobre sua queda iminente. Tudo sugere que o futuro de Michel Temer será o mesmo de Dilma. Quem viver!
Postar um comentário