domingo, 1 de janeiro de 2017

Governo Temer: um governo que ainda não começou



Um governo que para mais da metade da população brasileira é ilegítimo. Um governo que em sete messes de existência, já perdeu sete ministros sob suspeitas de sérias acusações de corrupção. Um governo que é o mais rejeitado da nossa história republicana recente. Um governo sem apoio popular. Um governo que não conta com o apoio dos investidores nacionais e internacionais. Um governo formado por ex-integrantes dos governos Lula e Dilma. Esse é o governo que ainda não começou e tudo leva a crer, não começará, porque não é confiável aos olhos do povo brasileiro. 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prestaria um grande serviço ao Brasil se cassasse a chapa Dilma-Temer, o que permitiria ao país eleger um novo presidente da república. De preferência de fora do espectro político atual, mas como isso não é possível, que seja escolhido (eleito) alguém que mereça a confiança da nação. 

Quem poderia assumir o governo federal nesta hora tão difícil? Uma pessoa em quem a sociedade brasileira confie plenamente e que seja referendado pelas forças vivas da não, assim como: CNBB, OAB, Forças Armadas, ABI, Centrais Sindicais, as confederações nacionais da Indústria e do Comércio.      
Postar um comentário