sábado, 18 de fevereiro de 2017

Eduardo Cunha promete submergir atirando



Eduardo Cunha anda enviando ameaças veladas aos seus companheiros de partido e ao presidente Temer, onde sugere que vai afundar atirando e que não vai afundar sozinho.

O questionário enviado pelo ex-deputado federal Eduardo Cunha ao presidente da república Michel Temer e ao secretário Moreira Franco, foi pensado e amadurecido para criar embaraços ao governo Temer e ao PMDB.

Eduardo Cunha ao sofrer mais uma derrotada fragorosa no Superior Tribunal Federal (STF), sem que o governo federal e seus ex-companheiros de partido pudessem fazer alguma coisa para soltá-lo, por falta de interesse ou devido a uma nova conjuntura nacional, resolveu partir para o tudo ou nada, ou seja, não afundar sozinho.

Como um dos mais influentes e poderosos peemedebistas, até bem pouco tempo, esse ex-presidente da Câmara Federal é um homem com um conhecimento profundo das relações do seu partido com os governos Lula, Dilma e sobre as articulações e conspirações que levaram a ex-presidenta Dilma Rousseff a sofrer um impedimento.

Cunha em várias oportunidades já emitiu sinais de que não afundará sozinho e que a sua paciência e esperança de salvação esgotou-se.

Se Eduardo Cunha resolver falar tudo que sabe, sobre o passado do PMDB e dos peemedebistas, não ficará pedra sobre pedra e o governo Temer corre um sério risco. Que sobreviverá verá! 

Abaixo a íntegra das perguntas de Eduardo Cunha:

1 - Em qual período o senhor foi presidente do PMDB?
2 - Quando da nomeação do senhor Moreira Franco como vice-presidente de
Fundos e Loteria da Caixa Econômica Federal, o senhor exercia a presidência do PMDB?
3 – O senhor foi o responsável pela nomeação dele para a Caixa? O pedido foi feito a quem?
4 - Em 2010, quando o senhor Moreira Franco deixou a CEF para ir para a coordenação da campanha presidencial como representante do PMDB, o senhor indicou Joaquim Lima como seu substituto?
5 – O senhor conhece a pessoa de André de Souza, representante no Conselho dos Trabalhadores no FI/FGTS à época dos trabalhadores?
6 – O senhor fez alguma reunião para tratar de pedidos para financiamento com o FI, junto com Moreira Franco e André de Souza?
7 – O senhor conhece Benedito Júnior e Léo Pinheiro?
8 - Participou de alguma reunião com eles, junto com Moreira Franco para doação de campanha?
9 - Se a resposta for positiva, estava vinculada a alguma liberação do FI?
10 - André da Souza participou dessas reuniões?
11 – O senhor conheceu Fábio Cleto?
12 - Se sim, o senhor teve alguma participação em sua nomeação?
13 - Houve algum pedido político de Eduardo Paes, visando à aceleração do projeto Porto Maravilha para as Olimpíadas?
14 - Tem conhecimento de oferecimento de alguma vantagem indevida, seja a Érica ou Moreira Franco, seja posteriormente para liberação de financiamento do FI/FGTS?
15 - A denúncia trata da suspeita do recebimento de vantagens providas do consórcio Porto Maravilha (Odebrecht, OAS e Carioca), Hazdec, Aquapolo e
Odebrecht Ambiental, Saneatins, Eldorado Participações, Lamsa, Brado, Moura Debeux, BR Vias. O senhor tem conhecimento como presidente do PMDB até 2016 se essas empresas fizeram doações a campanhas do PMDB. Se sim, de que forma?
16 - Sabe dizer se algum deles fez doação para a campanha de Gabriel Chalita em 2012?
17 - Se positiva a resposta, houve a participação do senhor? Estava vinculada à liberação desses recursos da Caixa no FI/FGTS?
18 - Como vice-presidente da República desde 2011, teve conhecimento da participação de Eduardo Cunha em algum fato vinculado a essa denúncia de cobrança de vantagens indevidas para liberação de financiamentos do FI/FGTS?
19 - Joaquim Lima continuou como vice-presidente da Caixa Econômica Federal em outra área a partir de 2011 e está até hoje, quem foi o responsável pela sua nomeação?


Postar um comentário