terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Temer não tem sustentação popular



O presidente Temer se sustenta no poder, como um equilibrista se sustenta numa corda sem sombrinha. Isso quer dizer que o presidente que ocupa o lugar da ex-presidenta Dilma Rousseff, para não cair, anda apelando para a sorte, para os santos de plantão e amigos que integram os outros podres.

Sem sustentação popular, o governo Temer ainda se mantém de pé, porque entendem alguns setores da república que poderiam força-lo a jogar a toalha que mais uma troca de governo, num momento de muita turbulência como este que o país está vivendo, empurraria este país para além do fim do poço.

Embora consciente da fragilidade extrema do seu governo, o presidente Temer, para não desagradar os seus companheiros de partido e o mercado, insiste em remar contra uma onda gigante.

A ex-presidenta Dilma Rousseff, foi apeada do poder, porque perdeu apoio popular e as pesquisas que apontavam a sua queda de popularidade, passou a estimular os seus potenciais adversários. Foram as pesquisas que levaram o PP, o PSB, o PSD e o próprio PMDB a desembarcarem da canoa furada do Partido dos Trabalhadores (PT).

Temer parece que está mouco, porque não ouve o ronco de descontentamento das ruas. Quando a cera for retirada dos seus ouvidos, poderá ser tarde demais. Quem sobreviver verá!
Postar um comentário