segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Petista de escol admite publicamente envolvimento do PT com corrupção



O senador Humberto Costa (PT-­PE), ex-ministro da Saúde do governo Lula, em entrevista concedida à revista VEJA que está nas bancas admitiu publicamente que o PT se envolveu em corrupção e que o discurso de vítima não cabe mais. O que significa dizer que os petistas precisam abandonar o discurso de ‘denúncia de golpe’ e partir para a sua refundação.

“A autocrítica é necessária, essencial, mas não é suficiente”, afirma esse senador no decorrer da sua entrevista. Como costuma dizer o ex-presidente Lula, os petistas precisam partir para a “ação concreta” e tentar salvar o que ainda resta de um partido que foi criado e chegou ao poder, apoiado em princípios éticos, morais e num discurso comprometido com as principais causas do povo brasileiro.

Querer negar que o Partido dos Trabalhadores (PT) corrompeu e se deixou corromper ao chegar ao poder e que para realizar o seu longo projeto de poder desviou-se do caminho da retidão e da moral é tentar querer “tapar o sol com a peneira”.

Só com a admissão dos seus erros, dos seus desvios de conduta e do abandono das causas que antes de chegar ao poder defendia é que o PT poderá reconquistar a confiança do povo brasileiro. Dos excluídos e dos marginalizados.  

Um expurgo nos seus quadros não pode ser desconsiderado, para que o PT continue existindo e volte a merecer a confiança do povo brasileiro.
Postar um comentário