terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Romero Jucá afronta o STF



"Tem que ser para todo mundo" e não uma "suruba selecionada". (Frase do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sobre o fim parcial do Foro Privilegiado)

O líder do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara Federal, o deputado federal Carlos Zaratini (PT-SP), disse que o Poder Judiciário pratica exacerbação do poder, ao defender o fim do Foro Privilegiado. Coincidentemente, essa é a mesma posição defendida pelo líder do governo no Senado, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) que já havia se manifestado contra os ministros do STF, Edson  Fachin e Luís Roberto Barroso que defendem abertamente o fim dessa aberração.

O líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou ser contra a proposta debatida no Supremo Tribunal Federal (STF) que restringe o alcance da prerrogativa de foro privilegiado para políticos ao mandato em exercício.

Por que a continuidade do Foro Privilegiado une peemedebistas e petistas? Elementar, meu caro Watson! É simples meu caro...está na cara meu caro... é muito fácil de perceber meu caro... que essa união deve-se ao fato de peemedebistas e petistas estarem atolados até a medula no escândalo do Petrolão.

Esses dois parlamentares, sendo um do PMDB e outro do PT andam na contramão do que pensa o povo brasileiro sobre a excrescência que atende pelo nome de Foro Privilegiado. O nome Foro privilegiado em si, já é um escárnio.  
Postar um comentário