segunda-feira, 1 de maio de 2017

Brasil foi despojado pelo crime organizado



O crime organizado a que me refiro, não é o crime comandado pelas facções Primeiro Comando da Capital (PCC), Comando Vermelho (CV), a Família do Norte (FDN) e o Novo Cangaço (NC), mas por políticos travestidos de pessoas do bem.

O mal que os Anões do Orçamento, Os Sanguessugas, Os Mensaleiros e os Petroleiros do Mal tem feito a este país é inominável.

A associação de empreiteiros com políticos, jogou este país num abismo profundo, o qual o presidente Temer diz querer salvar, com discursos vazios e demagógicos e apelando para reformas que visam fundamentalmente favorecer o capital. A terceirização do trabalho, por exemplo, é o retorno do trabalho escravo. A mudança da jornada de trabalho de oito horas diárias para 12 horas diárias e o repouso semanal de 48 horas para 36 horas é a confirmação da escravidão. 

Quem arruinou este país? Não é precioso ser um economista renomado ou um cientista político, para concluir que quem arruinou o Brasil foram os partidos, PMDB, PT, PSDB, PP, DEM e os partidos satélites ou siglas de aluguéis. Como queiram. Não é à toa que os chefes das gangues que comandaram os escândalos dos Anões do Orçamento, dos Sanguessugas, dos Mensaleiros e Petroleiros do Mal, são políticos do PMDB, PP, PSDB, PT, PSB, DEM e os pequenos partidos que gravitam em torno das grandes siglas.

A faxina que o eleitor deve fazer na eleição de 2018, deve expurgar os líderes desses partidos e jogá-los na lata do lixo da história deste país, porque os dirigentes desses partidos estão contaminados pelo vírus da corrupção e viciados em poder. É óbvio que existem as honrosas exceções.
Postar um comentário