quarta-feira, 14 de junho de 2017

O país da gatunagem organizada



“Ou o Brasil acaba com a corrupção ou a corrupção acaba com o Brasil”. (Tomazia Arouche)

Para livrar o Brasil da roubalheira institucionalizada é preciso que em cada estado brasileiro seja criada uma Operação Lava Jato.

O pagamento de propina pelas empreiteiras aos responsáveis por licitações e a liberação de pagamentos é uma prática bastante comum no Brasil inteiro. Isso só não enxerga que não quer ver.

Não adianta só uma Operação Lava Jato, porque a corrupção endêmica, como uma metástase no corpo humano se espalha pelo país inteiro.

No estado do Rio de Janeiro, o juiz Marcelo Bretas, criou a sucursal da Lava Jato em território fluminense. Espera-se que nos outros estados da federação, surjam novos multiplicadores do juiz Sérgio Moro.

As obras da transposição do Rio São Francisco, assim como a Ferrovia Norte Sul, merecem uma investigação acurada e demorada para apurar os desvios de recursos destinados a essas importantes obras.

Uma outra Operação Lava Jato deveria ser criada só para investigar a realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil, respectivamente em 2014 e 2016.

Paralelamente a essas investigações, o governo federal deveria construir mais de uma dezena de presídios de segurança máxima para hospedar os bandidos e os gatunos que saquearam a nação.
Postar um comentário