quarta-feira, 7 de junho de 2017

Racionamento é um eufemismo



O governador Wellington Dias, anunciou nesta segunda-feira (05), o racionamento de água em cerca de 40 municípios que estão sofrendo os rigores de uma seca inclemente e impiedosa e que há mais de cinco anos castiga esses municípios. A Secretaria Estadual de Defesa Civil citou como exemplo as barragens da Onça (São Raimundo Nonato) e Piaus que estão com menos de 10% da sua capacidade total. 

O decreto emergencial divulgado pelo governador do estado do Piauí no último dia 5, revela a ausência de planejamento e acompanhamento de parte desse governo - de um plano que procure se antecipar a essa grave crise de abastecimento de água. Como a precipitação de chuva nessas regiões, foi muito aquém do esperado, o governo deveria ter se antecipado e decretado esse estado de emergência no mês de fevereiro. 

Racionamento é um eufemismo usado pelas autoridades governamentais, para disfarçar a incompetência do governo, para conviver com um problema, não só previsível, como uma realidade sempre presente na vida das comunidades atingidas permanentemente pela ausência de chuva e o desabastecimento de água.

Onde está escrito racionamento de água, leia-se desabastecimento de água.
Postar um comentário