quinta-feira, 1 de junho de 2017

Torquato Jardim não ousaria tanto



Edson Fachin: mais um na galeria dos heróis nacionais

Como o presidente da república está muito fragilizado, porque o seu governo está apodrecido, o novo ministro da Justiça se ousar asfixiar a Operação Lava Lato, poderá precipitar os acontecimentos e abreviar o fim do governo a que serve. No presente momento é muito perigoso desafiar o povo brasileiro que não tolera o governo de Michel Temer e dos tucanos.    

Como o governo de Michel Temer não durará mais do que 90 dias, o ministro da Justiça Torquato Jardim, não substituirá Leandro Daiello Coimbra, diretor geral do Departamento de Polícia Federal do Brasil, porque segundo o próprio ministro - se mudança houver no comando da Policia Federal, só daqui a três meses.

A propósito, o PSDB da Câmara Federal já discute abertamente, o desembarque do partido presidido pelo senador Tasso Jereissati da canoa furada de Temer & Cia.   

É constrangedor para o país ver Eliseu Padilha, Moreira Franco, Romero Jucá e Renan Calheiros desfilando pelos corredores do Palácio do Planalto e do Senado, como paladinos da moral e da ética. Essa turma desta vez não vencerá o país, porque o Brasil tem a Operação Lava Jato e o ministro Edson Fachin. E a apoiá-los está o Brasil esclarecido.
Postar um comentário