domingo, 27 de novembro de 2016

Lewis Hamilton é o campeão moral

Quem acompanha como eu os circuitos e o campeonato mundial de Formula Um, sabia de antemão quem seria o campeão deste ano, o alemão Nico Rosberg, uma vez que toda a escuderia Mercedes trabalhou o tempo todo para atrapalhar o inglês Lewis Hamilton, um piloto infinitamente superior a Nico.


Como argumentos que reforçam a minha tese de campeão moral atribuída ao inglês Lewis Hamilton, basta destacar alguns fatos que julgo necessários e suficientes para desqualificar o título de campeão de direto e não de fato de Nico Rosberg, como o maior número (excessivo) de erros da equipe alemã, ao trocar pneus do de Hamilton, o maior número de quebras do carro do inglês, o que o obrigou a trocar o motor do seu carro e como consequência disso, o tri campeão mundial, sofreu uma punição que lhe fez perder várias posições no grid. Não é crível aceitar sem questionar os erros da equipe na troca de pneus e os problemas verificados no carro de número 44. Erros cometidos e problemas num só carro de uma escuderia que é a melhor do mundo na atualidade. 

Na última corrida desta temporada, ficou muito transparente o jogo da escuderia Mercedes a favor do piloto alemão. O comando da Mercedes pediu e deu ordens favoráveis ao piloto da casa, o que Lewis Hamilton simplesmente ignorou. Uma atitude digna de quem tem amor próprio e zela pela moral e a ética no esporte.

A favor do alemão ainda tinha a torcida a” ariana” de Galvão Bueno, Reginaldo Leme e Luciano Burti, brasileiros que tem espírito e alma branca. Os comentários desses três chega a beirar ao ridículo.

Torcer por um alemão é a coisa mais ridícula que um brasileiro pode fazer, por conta do que Michael Schumacher fez contra os brasileiros Rubens Barrichello e Felipe Massa na Ferrari. O mesmo que Nico Rosberg tentou fazer contra Lewis Hamilton e não conseguiu. Viva Lewis Hamilton e a dignidade no esporte!!


A troca da equipe de engenheiros e mecânicos do piloto Lewis Hamilton, também fez parte da operação da Mercedes para fazer do alemão Nico Rosberg, um campeão de Formula 1. Na disputa entre um engo e um branco prevaleceu a cor branca. A formula 1 é um esporte nada sério. Rubens Barrichello e Felipe Massa foram prejudicados em algumas corridas e nas suas carreiras para favorecer Michael Schumacher.
Postar um comentário