domingo, 19 de agosto de 2018

Raça Humana - Gilberto Gil



Siga os blogs Diário do Homem Americano e Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Google.

O político corrupto é pior do que Marcola e Fernandinho

Quem é mais perigoso e danoso ao país? O político corrupto que mata no atacado ou a criminoso comum que mata no varejo? É óbvio que é o político corrupto.

O político corrupto que desvia milhões de uma verba destinada à construção de um hospital, indiretamente ele provoca a morte de milhares de pessoas que deixaram de ser atendidas e socorridas. Toda vez que o político corrupto desvia recursos destinados a uma obra pública, ele causa prejuízos inestimáveis ao povo.

Longe de mim fazer apologia ao crime organizado, a qualquer tipo de crime, mas sou forçado a dizer que se levarmos em consideração a origem do criminoso comum, via de regra, oriundo da mais baixa estratificação social, nós somos obrigados a sermos mais condescendentes com os criminosos que foram forçados pelas circunstâncias a ingressar no mundo do crime, pois como dizia o filósofo espanhol Ortega e Gasset (1883 1955): “o homem é o homem e a sua circunstância”. Circunstancia que significa: “situação”, estado, “condição”, conjuntura, contexto, cenário, quadro, “ambiente”, “meio”, âmbito.  

Com a eleição de 2018, eis que surge uma grande oportunidade para que o povo brasileiro jogue na lata do lixo, uma parte considerável de políticos que estão muito mais para mafiosos do que para representantes do povo.  Mafiosos é um eufemismo, porque na realidade o político corrupto deve ser chamado pelo seu verdadeiro nome: criminoso. Jogar os políticos líderes de gangs, de quadrilhas e organizações criminosas na lata, significa não votar em que fez uma opção pelo mal.

Siga os blogs Diário do Homem Americano e Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Google.

sábado, 18 de agosto de 2018