quinta-feira, 16 de julho de 2015

Sem apoio popular Dilma não sobrevive


Com o agravamento da crise financeira, Dilma Rousseff viu a sua boa avaliação despencar nas pesquisas de opinião pública.

A pergunta que muitos petistas andam se fazendo é o que a presidenta precisa fazer para reverter essa situação de desconfiança e falta de credibilidade? No horizonte eu particularmente só vejo uma saída: apelar para o apoio popular. Um apoio que virá na medida em que a presidenta dialogar francamente com a população, especialmente com aqueles que foram retirados da pobreza extrema e aqueles que passaram a fazer parte da classe média.

Talvez seja o caso de tentar convencer a elite rica que, movida pelo preconceito resolveu investir no fim da era petista, é tempo perdido se lançar nesse projeto. Os ricos estão convencidos de que a crise brasileira tem na política de Bem Estar Social dos sucessivos governos petistas a sua principal causa.

A oposição ainda reluta em pedir o impeachment da presidenta Dilma Rousseff por temer uma forte reação popular. Uma reação que colocará em risco a estabilidade do país.

Dialogar como o povo não é só imprescindível como oportuno. O povão ainda fecha com Dilma Rousseff e o PT. Outra sugestão: para a presidenta Dilma Rousseff se fortalecer ainda mais junto das classes menos favorecidas ela tem que jogar os bandidos, sejam petistas, peemedebistas, pepistas e comunistas ao mar.  

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário