quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O deputado federal provisório Silas Freire atua com liberdade


O deputado federal provisório Silas Freire atua com liberdade, como se o mandato que ocupa provisoriamente fosse dele e não do governador Wellington Dias
 
A incompetência do governador Wellington Dias para liderar, talvez explique a sua falta de prestígio junto ao governo federal. Quem vê o governador piauiense sempre ao lado da presidenta Dilma Rousseff é capaz de imaginar que ele é intimo do chefe do Poder Executivo. Ledo engano de quem pensa assim.  

O governador Wellington Dias, o verdadeiro dono do mandato que o deputado federal Silas Freire (PMDB-PI) exerce provisoriamente é o governador, porque a qualquer momento esse deputado provisório pode ficar sem o seu mandato, bastando apenas ao governador trocar o comando da secretaria de estado da Segurança Pública, o capitão Fábio Abreu, o deputado titular.

Silas Freire é ‘abusado’ e vota sempre contra os interesses do governo do Partido dos Trabalhadores (PT), o que reforça a ideia de que Wellington Dias não está nem um pouco interessado em ajudar o governo de Dilma Rousseff.

Silas Freire parece alinhado com o grupo de Eduardo Cunha, porque vem adotando uma postura independente com relação ao governador do Piauí e ao governo federal.

A permanência do capitão Fábio Abreu à frente da secretaria de Segurança não se justifica, porque esse militar em sete meses como secretário não diminui a violência no estado do Piauí. A propósito: nesses sete meses o estado do Piauí tem convivido com crimes bárbaros, nunca antes registrados neste estado.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário