sábado, 28 de novembro de 2015

Comentando a frase da ministra do STF Carmem Lúcia



A ministra Carmen Lúcia, ao deliberar sobre a prisão de Delcídio Amaral, disse:

"Primeiro, se acreditou que a esperança venceu o medo. No mensalão, se viu que o cinismo venceu o medo. E, agora, que o escárnio venceu o cinismo. Criminosos não passarão sobre o Supremo".

A primeira parte dessa frase da ministra do STF Carmem Lúcia refere-se ao primeiro pronunciamento de Luiz Inácio Lula da Silva após ser eleito presidente da república. A segunda parte trata da organização criminosa que estruturou e operou o primeiro grande escândalo da era PT que foi o Mensalão. A terceira parte dessa frase cuida da repetição de crimes de corrupção que se esperava ver banido da sociedade brasileira, mas que continuaram sendo reproduzidos pelos mesmos agentes políticos. A corrupção que mata muito mais do que o crime organizado e os criminosos banais.   

A corrupção não só continuou e aumentou sob os governos petistas, como se sistematizou e ampliou-se para outras empresas estatais e grandes obras construídas para a realização de grandes eventos, como a Copa do Mundo. O que acaba de ser revelado pela empresa Andrade Gutierrez que aceitou devolver aos cofres do país um bilhão de reais.

Essa frase da ministra Carmem Lúcia repercute um sentimento difuso na sociedade brasileira que é a sua indignação contra os assaltos praticados contra o país, por pessoas que deveriam funcionar como fiscais do povo que os elegeu.

por Joachim Arouche

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino

Postar um comentário