terça-feira, 24 de novembro de 2015

Eduardo Cunha virou um fardo pesado para o PMDB



Cunha esconde o seu rosto
Nenhum peemedebista assume publicamente, mas nas conversas reservadas, a cúpula do PMDB avalia como desgastante para as pretensões do vice-presidente da república, Michel Temer, a insistência do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha em atrapalhar o funcionamento da Comissão de Ética criada para investigá-lo.  

É que na avaliação de peemedebistas graduados, a situação de Eduardo Cunha é praticamente irreversível pelas muitas evidências que pesam contra ele, como por exemplo, a denuncia do procurador-geral da república feita ao STF  que a qualquer momento poderá decretar o seu afastamento da presidência da Câmara. Uma decisão da justiça que fatalmente produzirá muito constrangimento 
entre os poderes Legislativo e Judiciário. A renuncia ou o afastamento de Cunha evitaria isso. 

A propósito: A pedido da Procuradoria-Geral da República, o Supremo Tribunal Federal abriu no mês de outubro outro inquérito contra o deputado Eduardo Cunha por causa de duas contas bancárias mantidas na Suíça: a Netherton Investments Pte Ltd e a conta numerada 45478512, denominada conta Kopek, em nome de sua esposa, Cláudia Cordeiro Cruz, ambas mantidas no Banco Julius Bäer. A investigação abrange esposa e filha do deputado. 

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino 

Postar um comentário