quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

O PMDB vai jogar o país num abismo muito mais profundo


Com o acirramento dos ânimos entre o governo e a oposição, num eventual governo do PMDB, o PT e os movimentos sindical, estudantil e dos trabalhadores sem terra não irão cooperar com os peemedebistas. Quem viver verá!


O vice-presidente da república Michel Temer, que deveria estar trabalhando no sentido de pacificar o país - investe no quanto pior melhor, para chegar ao poder.

O momento que o Brasil está vivendo, requer de cada brasileiro espírito público e renúncia. O momento é tão grave, que sem a formação de um Pacto Social que reúna em torno de uma grande mesa, governo, oposição e a sociedade civil representada pela CNBB, ABI, OAB, UNE, Centrais Sindicais e  o MST, nenhum partido conseguirá governar este país sem turbulência.

O PMDB se ilude ao pensar que no poder poderá fazer o que Dilma Rousseff vem tentando fazer e não consegue, porque a oposição pretende chegar ao poder a qualquer preço. Mesmo que o preço a ser pago signifique a ingovernabilidade, porque tanto o PT como o PSDB não vão facilitar as coisas para um partido que no poder não vai deixar escapar a possibilidade de obter um segundo mandato.

Quanto mais tempo demorar para a formação de um pacto inspirado no Pacto de Moncloa, mais grave se tornará a situação do país, porque o desemprego continuará aumentando, a inflação não será domada e os investidores baterão em retirada em busca de países com uma situação política e econômica estável.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino

Postar um comentário