quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Michel Temer perde força no PMDB e no governo e recua






Michel Temer perde força no PMDB e no governo e recua da sua pretensão de desestabilizar o governo

A candidatura de Michel Temer à reeleição para presidente do PMDB, serviu para acentuar a divisão dentro do maior partido brasileiro. Michel Temer, com essa divisão poderá perder o comando do PMDB na eleição do próximo mês de março.

Os líderes do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), e no Senado, Eunício Oliveira (CE), cogitam não apoiar a candidatura à reeleição do vice-presidente da República, Michel Temer, à presidência do partido.

O PMDB que muita vezes elegeu seus líderes sem haver disputa interna, em março vai lançar duas chapas, tanto para líder do PMDB na Câmara, como para a presidência do partido.

O presidente do PMDB Michel Temer ao tentar tirar Dilma Rousseff do poder ao incentivar e apoiar o movimento pelo impeachment da presidenta, fez aumentar a divisão do seu partido ao mesmo tempo que provocou o seu enfraquecimento internamente. Com essa sua perda de liderança, Michel Temer corre o risco de perder a presidência nacional do PMDB em março.
Postar um comentário