sábado, 16 de janeiro de 2016

“O PMDB está construindo a sua tragédia”



A frase que dá título a esta matéria é de autoria do senador Ricardo Ferraço (Sem Partido-ES), que na última sexta-feira deixou o PMDB, após se convencer de que peemedebistas e petistas são duas faces de uma mesma moeda ou farinha do mesmo saco.

Na entrevista que esse senador concedeu ao blog Josias de Souza, ele diz sem meias palavras que PMDB e PT são sócios e que esses dois partidos estão condenados a manterem um casamento definitivo e a morrerem afogados, num clássico “abraço de afogados”.

A relação do PT com o PMDB é realmente de sócios e parceiros. Uma relação que não permite ao partido presidido por Michel Temer se apresentar ao povo brasileiro, como partido de oposição ao governo da presidenta Dilma Rousseff.

O PMDB e o PT estão tão desacreditados aos olhos do país, que tudo leva a crer que o futuro de ambos os partidos será melancólico.

Postar um comentário