quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Quem são os defensores de Geddel Vieira Lima?



O país se sente humilhado e ofendido pelos defensores do chefe da Secretaria Geral do Governo de Michel Temer, o baiano Geddel Vieira Lima, que foi denunciado pelo ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, que justificou seu pedido de demissão irrevogável às pressões que vinha sofrendo de parte de um ministro, que se jubila de ser amigo íntimo de Temer e integrante do núcleo duro do governo peemedebista.

A maioria expressiva dos políticos que manifestaram solidariedade ao ministro Geddel Vieira Lima é formada por políticos que no mínimo, são suspeitos de envolvimento com malfeitos. O que desqualifica o gesto de solidariedade.

Defender Geddel Vieira Lima soa suspeito, por ser esse político, um político tradicional, viciado em poder e com um passado nada recomendável, por ter sido acusado de ser um dos anões do orçamento em 1993 e um ex-aliado de Antônio Carlos Magalhães (ACM).

Geddel Vieira Lima faz parte de um partido que é tido e havido como o introdutor no Brasil da fisiologia política, ao adaptar à fisiologia política da Oração de São Francisco de Assis do “É dando que se recebe”, proclamou Roberto Cardoso Alves (Robertão) durante a Constituinte, ao estimular Sarney a distribuir cargos e emissoras de rádio em troca de mais um ano de mandato.

O Brasil continua rondando o precipício.
Postar um comentário