quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

A Alemanha avança na igualdade de gêneros




O governo alemão aprovou, esta quarta-feira, um projeto lei que obriga as empresas, que empregam mais de 200 funcionários, a ser transparentes no que diz respeito às diferenças salariais entre mulheres e homens.

“Trata-se de ancorar o princípio da igualdade de remunerações, para trabalho igual e equiparado, entre mulheres e homens e, sobretudo, introduzir regras de transparência, para que se saiba se o salário que se recebe é o merecido”, afirmou a ministra alemã para a Família, Manuela Schwesig. 

As empresas com mais de 500 assalariados estão mesmo obrigadas a publicar, periodicamente, um relatório onde estejam patentes as diferenças salariais entre gêneros. 

A Alemanha é um dos países europeus onde a diferença salarial é mais pronunciada. De acordo com o Departamento Federal de Estatísticas, em 2015, a clivagem de salários era de, em média, 21%.  

Em Tempo:

Isso atende pelo nome de de gêneros e significa que homens e mulheres devem ter os mesmos direitos e deveres. Também conhecida como igualdade sexual, esta é considerada a base para a construção de uma sociedade livre de preconceitos e discriminações. Com Euronews
Postar um comentário