quinta-feira, 29 de março de 2018

Uma semana para ser dedicada à reflexão


Hipócrita é todo aquele que frequenta, templos, igrejas e mesquitas, mas não vivencia o amor incondicional que nos foi ensinado por Jesus Cristo”.

Há um momento na vida de cada ser humano, que é preciso parar e refletir profundamente sobre seus atos praticados no dia a dia.

Pensar sobre a vida, sobre o momento presente, passado e futuro nos ajudará a corrigir os erros praticados no passado e a passar a agir de maneira a que não sejamos obrigados no futuro, a fazer mea culpa e a pedir perdão a quem ofendemos, com palavras atitudes e gestos.

A semana da Páscoa é um momento muito importante para mergulharmos no nosso “eu” profundo e a partir dessa reflexão, voltarmos a ser mais humanos e a praticar atos que reflita nossa verdadeira humanidade - que às vezes nos é subtraída pela pressa, pelo egoísmo e pela ausência em nossas vidas de espirito humanitário. 

Humanizar-se num mundo insensato como este em que vivemos é colaborar na construção de um mundo onde prevaleça o espirito de fraternidade, solidariedade e igualdade. Numa palavra, onde o nosso próximo seja respeitado e ajudado quando necessário.

As loucuras e as exigências deste mundo, nos leva a viver em função da propaganda e do consumo desnecessário, nos faz perder contato com a realidade e a correr, correr e correr em busca de satisfações artificiais. De coisas que realmente não são importantes e relevantes para uma vida saudável e sem atropelos.

Humanizar-se nada mais é que olhar o nosso próximo como alguém que tem sentimentos, que ama e odeia como nós. É colocar-se no lugar do outro e compreende-lo em toda a sua complexidade. Diz um pensamento francês que: “Compreender é tudo perdoar”. Humanizar-se em última instância é se sentir igual ao nosso próximo. É amá-lo incondicionalmente. É sentir como ele sente. É se dar sem exigir nada em troca.

Humanizar-se pode ser considerado como recuperar um elo perdido e retomá-lo. É procurar vivenciar o amor.

Por Tomazia Arouche    
Postar um comentário