sábado, 18 de julho de 2015

“Acho que está deflagrada uma guerra”, diz deputado do DEM



O deputado federal Mendonça Filho (DEM-PE) fala de guerra declarada entre o Poder Legislativo e o Poder Executivo. Um estado de beligerância que foi criado no país por políticos de oposição que, após perderem a disputa pela presidência da república para a candidata do partido dos Trabalhadores (PT), resolveram apelar para um terceiro turno da eleição de 2014.


“Acho que a gente está assistindo o agravamento da crise institucional. O cenário desse próximo semestre, que começará em agosto, será de uma turbulência impressionante do ponto de vista político”, palavras do deputado Mendonça Neto, um dos integrantes da tropa de choque do presidente da Câmara Federal, que agora exige de muito equilíbrio e responsabilidade de parte do Congresso Nacional para atravessar esse momento.

O que precisa ficar bastante claro para o país - nessa queda de braço entre Eduardo Cunha e o governo da presidenta Dilma Rousseff é que a ingovernabilidade não interessa a ninguém, nem mesmo à oposição que só pensa em apear Dilma e o PT do poder.

O agravamento da crise política que é uma extensão da crise econômica que se não for vencida jogará o país num abismo. Um abismo que tragará todos nós brasileiros. Daí eu viver advogando a formação de um Pacto Político que reúna governo, oposição e a sociedade brasileira organizada. Sem uma concertación política não haverá salvação, pois ao contrário do que diz a Bíblia, no caso brasileiro não há salvação individual.

por Joachim Arouche  

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário