quarta-feira, 1 de julho de 2015

Barack Obama aplica duro golpe em Maduro



A política de reaproximação de Cuba, colocada em prática pelos EUA,  e a viagem da presidenta Dilma Rousseff à terra de Tio Sam são duros golpes desferidos pelo presidente Barack Obama no bolivarianismo. Maduro, que vive momentos muito difíceis no plano interno e externo, percebe nesses movimentos do governo norte-americano tentativas bem sucedidas de enfraquecer um governo já bastante debilitado.

A reaproximação de Cuba com os EUA e a visita de negócios da presidenta Dilma Rousseff ao nosso maior parceiro comercial, tanto para o presidente Raul Castro como para a presidenta Dilma Rousseff, representam uma tentativa de salvação dos governos cubano e brasileiro.

Passos largos vem sendo dados pelos norte-americanos e cubanos na politica de reatamento das relações bilaterais rompida há quase 60 anos, mas o sucesso dessa reaproximação só será bem sucedida se o governo cubano avançar na sua reforma econômica e na política de direitos humanos. Quanto ao Brasil, o afastamento da Venezuela da órbita brasileira, será vital para que investidores norte-americanos voltem a investir pesado em solo brasileiro.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino   
Postar um comentário