sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Gente humilde se deixa enganar facilmente



“E aí me dá uma tristeza no meu peito Feito um despeito de eu não ter como lutar E eu que não creio, peço a Deus por minha gente É gente humilde, que vontade de chorar.” (Vinicius de Moraes)

Gente humilde se deixa enganar facilmente. O povo humilde se deixa enganar com sorrisos fartos e falsas promessas.

O estado do Piauí na era petista foi o estado da região Nordeste que mais recebeu a visita de presidentes. O que dá a falsa impressão de que este estado é o queridinho dos petistas graduados. Ledo engano, porque essas visitas nunca trouxeram resultados práticos, ou seja, nenhum grande projeto foi destinado ao estado mais pobre da federação pelos presidentes brasileiros da Velha e Nova República.

O governador Wellington Dias (PT) quando questionado sobre a falta de prestígio dos governadores piauienses, apela logo para  o programa Bolsa Família que no seu  entendimento é o programa que mais distribui renda no país. Nesse aspecto o Piauí é campeão em numero de bolsas famílias, o que confirma a nossa condição de estado mais pobre da federação. O que deveria ser motivo de uma atenção especial de parte do governo federal, para reduzir a desigualdade entre o Sul e o Norte ou entre os estados de uma mesma região.

A propósito: o governador Wellington Dias (PT) confirmou nesta segunda-feira (10/08) com a presidente Dilma Rousseff, também do Partido dos Trabalhadores, a vinda dela ao estado do Piauí. A visita está prevista para acontecer no final do mês de agosto ou início de setembro.

Essas visitas acabam se transformando num grande passeio ou num comício, quando a visita coincide com o período eleitoral.

Eu particularmente não sei de nenhum projeto para o Piauí anunciado por Dilma ou numa das suas visitas a este estado. Nas entrevistas e nos discursos eles sempre falaram genericamente, sem especificidades ou descida aos pormenores. E o piauiense continua servindo de massa de manobra e claque.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário