quinta-feira, 13 de agosto de 2015

No Piauí é assim...



Uma conspiração do silêncio foi organizada para que as denuncias feitas por Washington Raulino contra a AGESPISA caísse no esquecimento. No Piauí tudo acaba no esquecimento por razões óbvias: é que quase todo mundo tem o rabo preso

No Piauí é assim... O repórter Washington Raulino no ano passado denunciou a existência de um mensalinho na empresa estatal Água e Esgoto do Piauí S/A (AGESPISA) e ninguém teve o interesse de ouvi-lo sobre os assaltos praticados contra essa empresa - que, diga-se de passagem, presta um péssimo serviço aos piauienses, não por culpa dos seus funcionários, evidentemente, porque são todos comprometidos com a sua empresa, mas pelo uso político que sucessivos governadores fizeram dessa empresa estatal.

Ninguém sabe já passado mais de um ano após a sua d enuncia, o porquê desse repórter ter silenciado sobre as denuncias feitas por ele num canal de televisão local. Uma coisa é certa: um razão muito forte ele teve para esquecer o assunto. Mas, também é certo que ele não mentiu sobre a existência desse mensalinho pago, segundo ele a mais de uma dezena de profissionais da imprensa piauiense.

O deputado estadual Robert Rios que anda colhendo assinaturas para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a roubalheira que aconteceu na AGESPISA nas últimas três décadas, ao ser criada e instalada essa CPI deveria convocar esse repórter e a direção do SINTEPI para deporem sobre as falcatruas e os assaltos praticados contra a maior empresa do estado do Piauí.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário