segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O Leão e a Hiena, por Eduardo Galeano



O leão, símbolo da valentia e da nobreza, vibra nos hinos, flameja nas bandeiras e guarda castelos e cidades.

A hiena, símbolo da covardia e da crueldade, não vibra, não flameja nem guarda coisa alguma.

O leão dá nome a reis e plebeus, mas não há notícia de alguma pessoa que tenha se chamado ou se chame Hiena.

O leão é um mamífero carnívoro da família dos felídeos. O macho se dedica a rugir. São as fêmeas que caçam um veado, uma zebra ou algum outro bicho indefeso ou distraído, enquanto o macho espera.

Quando a comida está pronta, o macho se serve primeiro. Do que sobra, comem as fêmeas. No final, se é que ainda sobra alguma coisa, comem os filhotes. Se não sobrar nada, azar deles.

A hiena, mamífero carnívoro da família dos hienídeos, tem outros costumes. É o "cavalheiro" quem traz a comida; e ele come por último, depois que as "crianças" e as "damas" tenham se servido.

Para elogiar, dizemos: É um leão.

E, para insultar: É uma hiena.

A hiena dá risada… Tem seus motivos  

Para Raquel e Tainah
Postar um comentário