sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Lula é um egocêntrico de marca maior




Lula é um grande pavão

Sem ajuste fiscal e a manutenção dos vetos da presidência, não há salvação possível. Até o PSDB e a TV Globo já se convenceram de que sem ajuste fiscal não existe saída.  

O ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva ao tentar de todas as maneiras desestabilizar o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, não está pensando no bem do seu país, mas no seu futuro político. É que ele e a cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT) acreditam piamente que Lula conseguirá sobreviver ao escândalo do Petróleo e será o único nome dentro do PT com capacidade para disputar e vencer a eleição presidencial de 2018. Ledo engano de quem pensa assim.

Sem um ministro da Fazenda que tenha o respaldo do mercado financeiro e das confederações das indústrias que permita ao país retomar o crescimento, o PT e Lula estão dados ao fracasso político na eleição para presidente.

O ministro Levy é um técnico oriundo do mercado financeiro e goza da confiança desse mercado e das forças produtivas deste país. Levy é mais confiável aos olhos do mercado do que Henrique Meirelles.

Estou convencido de que o ego de Lula é maior do que a sua inteligência. 
por Joachim Arouche
Postar um comentário