segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Os poderes Executivo e Legislativo estão desmoronando



Os interlocutores Michel Temer e Delcídio Amaral

O Brasil caminha celeremente para uma grave crise política e institucional. É que os maiores partidos brasileiros estão todos envolvidos numa onda de corrupção sem precedente na nossa história republicana e que já atingiu o estágio de uma epidemia.

Os três maiores partidos brasileiros, tem as suas principais lideranças sob suspeitas de envolvimento com o escândalo do Petrolão, um escândalo que está deixando o país a nu.  

O presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha está na iminência de ser cassado, haja vista, ter cometido perjúrio ao depor na CPI da Petrobras. O presidente do Senado, Renan Calheiros consta da lista do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, como sendo investigado pela Operação Lava-Jato. Contra a presidenta da república pesam vários pedidos de impeachment que estão sobre a mesa do deputado federal Eduardo Cunha, a quem cabe avaliar esses pedidos.

Hoje, com apenas duas delações premiadas, já temos aproximadamente 10% do congresso comprometido.

O vice-presidente de a república Michel Temer, acaba de ser envolvido pelo senador Delcídio Amaral no esquema do Petrolão ao ser apontado pelo ex-líder do governo no Senado, como sendo uma pessoa muita próxima do ex-diretor de relações internacionais da Petrobras, Jorge Zelada, que continua preso, acusado de receber propinas das empreiteiras. Uma relação que Michel Temer repudia.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino 

Postar um comentário