terça-feira, 3 de novembro de 2015

“Visão utilitária da política”, por Joachim Arouche


O Partido dos Trabalhadores (PT) ao chegar ao poder passou a se utilizar de tudo o que os seus dirigentes julgavam necessário para que o projeto de poder do seu partido se realizasse. O aparelhamento do estado e a compra de parlamentares através do Mensalão são as primeiras investidas do governo petista na direção da execução do seu projeto de poder. Depois vieram a ampliação e criação de programas sociais que fortaleceram o assistencialismo e o clientelismo político. 

O Petrolão é a segunda etapa do plano do Partido dos Trabalhadores (PT) de permanecer no poder, por pelo menos20 anos. Um projeto de poder ambicioso, mas que para executá-lo era preciso não ter pudor e escrúpulos para controlar corações e mentes.

O aparelhamento do estado se deu através do controle das empresas estatais e dos movimentos sociais - que ao serem cooptados pelo governo petista, abandonaram os seus ideais e passaram a seguir incondicionalmente o Partido dos Trabalhadores, que através dos seus governos irrigava e irriga com verbas fabulosas a UNE, MST, CUT, UBES e outros movimentos sociais menos importantes.

A ambição desmedida da cúpula do PT levou esse partido a se alinhar com os partidos tradicionais e juntos sequestrarem o Brasil. Sequestrar é termo bastante utilizado pelo senador Cristovam Buarque para definir as ações dos políticos fisiologistas e carreiristas que só pensam em corromperem as nossas autoridades.  

por Joachim Arouche                       

Postar um comentário